Seguidores

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Tema de Redação – Cásper Líbero – 2016

Tema de Redação – Cásper Líbero – 2016


“O refúgio é, hoje, um dos temas mais pautados pela mídia internacional. Episódios recentes, como o de Aylan Kurdi – o menino sírio-curdo encontrado morto na praia da Grécia – foram catalizadores para provocar repercussões políticas, principalmente na União Europeia, um dos destinos mais procurados pelos refugiados. Mas a situação não é algo novo. Em 1951, a Conferência de Plenipotenciários das Nações Unidas (realizada em Genebra, na Suíça) teve como pauta a redação do estatuto legal dos refugiados. A partir dele, pessoas que estão fora de seu país de origem e que não podem – ou não querem – regressar, por fundados temores de perseguição à sua raça, religião, nacionalidade, associação a grupo social ou opinião política, pode se tornar um refugiado. O resultado é a fuga para sobrevivência: abandonam amigos, família, posses e identidade, em busca de paz. Segundo o último dado da Agência da ONU para Refugiados – ACNUR, em 2014 o Brasil tinha cerca de 7.289 refugiados e 8.302 pedidos de refúgio. A expectativa é de crescimento desses números, visto que o número de conflitos tem aumentado em todo o mundo”.

(Site da revista E, publicada pelo Sesc São Paulo)

“Há pouca perspectiva de que a atual crise de deslocamento forçado irá diminuir. O sistema de governança global estabelecido nos anos 1940, com o Conselho de Segurança das Nações Unidas em seu centro, está falhando em restaurar ou manter a paz em diversas partes do mundo. A globalização não apenas incentivou a mobilidade, dando às pessoas um melhor acesso à informação e transporte, mas também tem reforçado as desigualdades dentro e entre Estados, fornecendo assim outra motivação para as pessoas migrarem. Enquanto o seu impacto é impossível de quantificar, o processo de mudança climática e do aumento da incidência e intensidade de desastres naturais está agindo como um novo vetor de deslocamento forçado”.

(Jeff Crisp, pesquisador do Centro de Estudos de Refugiados da Universidade de Oxford e conselheiro político para a ONG Refugees International)

PROPOSTA

A partir da leitura dos excertos acima, escreva um texto dissertativo em prosa cujo tema seja “Globalização, refúgio, imigração e hospitalidade”.
1. Cuide para que seu texto não se transforme em um amontoado de frases feitas e clichês sobre o tema. Procure desenvolver um ponto de vista consistente e expressivo sobre o assunto abordado, expondo as ideias de modo coerente.
2. O texto deve ser escrito na variante culta formal da língua portuguesa. Portanto, não use gírias e certos recursos expressivos muito informais.
3. Embora se trate de um texto dissertativo, é plenamente possível que o candidato se expresse na 1a, 2a ou 3a pessoas do discurso.

4. A criatividade na forma de desenvolver a dissertação é sempre bem-vinda, desde que acompanhada de uma argumentação consistente.

PREPARE-SE PARA OS PRINCIPAIS VESTIBULARES DO PAÍS. ADQUIRA AGORA MESMO O PROGRAMA 500 TEMAS DE REDAÇÃO!




Leia também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário